7 Métricas Fundamentais que Podem Impulsionar ou Arruinar seu Site8 min read

Não acompanhar as métricas do seu site, ou fazer mas não agir de acordo com o que você encontra, é mais ou menos igual a andar na escuridão esperando de alguma forma alcançar seu destino: ambos são possíveis, mas altamente improváveis.

Mas quais métricas você deve prestar uma atenção especial? Provavelmente você já ouviu falar sobre centenas de vezes sobre algumas dessas métricas que tendem a surgir em todas as listas de quem é profissional em criação de sites.

Há, no entanto, muitas métricas, além das taxas de rejeição e das classificações de palavras-chave do Google – talvez menos conhecidas e menos discutidas, mas ainda muito importantes.

Hoje vamos dar uma olhada em algumas das métricas menos conhecidas que podem fazer toda a diferença entre sucesso e o fracasso.

1. Invista nas três fontes de tráfego

Quando falamos sobre gerar tráfego para um site ele pode ser classificado em três categorias diferentes: Tráfego Orgânico, Direto e Referral.

O tráfego orgânico é quando um usuário acessa o seu site a partir de mecanismos de busca, como o Google ou o Bing. O tráfego orgânico diz respeito apenas aos cliques em conteúdos que aparecem de forma gratuita para quem realiza uma busca nessas ferramentas, ou seja, excluem-se os links patrocinados, considerados tráfego pago.

Enquanto o tráfego direto é aquele que vem ao seu site quando um visitante entra diretamente no seu site digitando o endereço na barra de endereços (geralmente pessoas que já visitaram antes o seu site). Além desses dois tipos de tráfego que chegam ao seu site, existe uma terceira fonte de tráfego, denominada como tráfego de referência. Esse tráfego é quando o usuário visita seu site clicando em um link postado em algum outro site, por exemplo, um post convidado que você criou.

Cada tráfego exige uma estratégia digital diferente para criar vendas, posicionar o SEO do site e ganhar visitantes, tudo ao mesmo tempo. É vital manter um equilíbrio entre os três tipos de tráfego de rede que chega ao seu site e não se tornar totalmente dependente de uma única fonte. É fundamental que não se coloque todos os ovos em uma cesta apenas, diversifique suas fontes de tráfego para garantir que você não dependa exclusivamente de nenhuma delas.

2. Analise a taxa entre visitantes novos e repetidos

O Google Analytics classifica os visitantes em duas categorias: visitantes novos e repetidos. Novos visitantes são visitantes que chegam ao seu site pela primeira vez; Considerando que os visitantes repetidos são aqueles que estão visitando seu site novamente.

Então, qual é a diferença se o seu site está recebendo visitantes novos ou repetidos?

Pode ajudar a analisar o quão bem o seu site está se apresentando na Internet. Se o seu site ganhar um percentual alto de novos visitantes (30% ou mais), você saberá que sua estratégia de atração de novos leads está funcionando. Caso você tenha uma taxa alta de visitantes repetidos, quer dizer que sua marca tem um público fiel e estabelecido, que está sempre voltando ao seu site para consumir um produto ou um serviço.

3. Analise a taxa de rejeição em seu site

A taxa de rejeição é a porcentagem de visualizadores que abandonam uma página do seu site. Isso reflete uma lógica simples de que o visitante chegou ao seu site, verificou se encontrava o que procurava, e, finalmente, deixou o site porque não se interessou pelo que viu.

Então, por que é necessário que alguém reduza a taxa de rejeição em seu site? Porque, se a página do seu site tiver uma alta taxa de rejeição, pode haver uma chance de você não estar segmentando as palavras-chave corretas no conteúdo do seu site. Talvez você esteja abordando as palavras-chave corretas, mas seu site está falhando em fornecer informações completas ou os projetos são ineficazes.

Se você pode identificar a causa por trás da taxa de rejeição aumentada nas páginas do seu site, isso pode ajudá-lo a resolver o problema com muita facilidade. Pode ser um problema com o design do seu site ou a seleção de palavras-chave corretas ou informações vagas.

4. Conversões no sites

Para cada site, as metas e objetivos são diferentes. Portanto, o termo conversões pode diferir entre os diversos sites.

De maneira resumida, a conversão é melhor definida como a conclusão de uma ação que reflete o objetivo final do seu site.

Desta forma, a taxa de conversão especifica o número de visitantes que realizaram essa ação específica em seu site.

A taxa de conversão do seu site é fundamental para o sucesso do seu negócio digital em geral. Todos os aspectos da sua estratégia de marketing dependem de uma única coisa, as taxas de conversão.

Se qualquer uma das taxas de conversão dos três tipos diferentes de tráfego que chega ao seu site é baixa, isso significa que seu site pode estar em risco com base no design, SEO ou estratégia de palavras-chave.

5. Chamadas para a ação

As chamadas para a ação desempenham um papel importante no aumento do tráfego do seu site.

Se o seu site é um site baseado em produtos ou um blog, então ele precisa de CTAs. Os bons CTAs em seu site podem ajudar os proprietários de sites a alcançar as taxas de conversão que esperam. CTAs são mensagens curtas na forma de um botão (por exemplo, Baixe agora, veja mais, adicione ao carrinho).

No entanto, se seus CTAs não estão ajudando você a alcançar seus respectivos objetivos de conversão, então você precisa fazer certas mudanças necessárias no seu projeto de CTA e na sua estratégia de posicionamento.

Para obter a quantidade desejada de cliques em seus CTAs, você precisa executar um teste A / B em suas páginas da web. Isso pode ajudá-lo a analisar a melhor colocação, tamanho, design e texto para seus CTAs, o que, em última análise, resultará em obter um tráfego mais qualificado.

Um dos melhores conselhos que posso dar para CTAs é que você pode usar cores brilhantes, mas não use combinações muito saturadas e fortes, pois estas são consideradas como spam. Além disso, o conteúdo e a colocação corretos no seu site podem levar a uma conversão garantida para o seu site. Portanto, certifique-se, todos esses aspectos estejam em ordem.

6. Criando o Conteúdo Perfeito

Como você pode ter ouvido, quando se trata de criar um site incrível, o conteúdo desempenha um papel importante. Se o seu conteúdo não está correto! Você pode perder potenciais clientes.

Para analisar o conteúdo que aumenta o tráfego do seu site, vá até a seção Comportamento do seu Google Analytics. Você poderá identificar quais páginas do seu site estão ganhando maior volume de tráfego.

O Google Analytics exibe o número de visualizações de página que seu site ganha. Além disso, ele representa como essas visualizações de página estão afetando a porcentagem geral de visualizações em seu site.

É importante que você saiba qual página do seu site recebe mais tráfego, pois assim você pode otimizar as páginas que estão boas para ficarem MUITO boas. E também poderá dar aquela caprichada em páginas que estão quase boas para ficarem atraentes.

Além disso, a página que gera a maior parte dos visitantes do site pode ajudá-lo a entender o tipo de conteúdo que atrai mais seu público. Você pode então experimentar diferentes tipos ​​de conteúdo e ir testando até chegar em uma conclusão. O resultado final será que você estará produzindo material mais valioso para seus leitores ler e diminuirá gradualmente a taxa de rejeição!

7. Viralize nas redes sociais

Uma vez que seu conteúdo do site esteja pronto e publicado, você terá que viralizar com ele através das redes sociais. Isso porque você precisa dizer ao mundo o que você produziu!

Para fazer uso do tráfego de redes sociais, você pode querer colocar alguns esforços sociais extras para comercializar sua publicação recentemente publicada.

Faça headlines atraentes e feeds interessantes e publique-o em diferentes grupos e páginas na Internet. Algumas das famosas plataformas de mídia social existem Facebook, Twitter, Medium, LinkedIn, etc. Além disso, não limite seu compartilhamento social apenas para plataformas de redes sociais. Você também pode ampliar sua abordagem de mídia social para compartilhar o conteúdo do seu site em diferentes fóruns, sites de diretórios e fóruns de discussão.

Na verdade, faça uso de sua postagem publicada onde você achar que você possa reunir algum tráfego qualificado para o seu site.

Conclusão

Com isso, concluímos nosso artigo sobre as 7 métricas fundamentais para seu site ter sucesso. Independentemente do negócio online que você possui, essas sete principais métricas são bastante eficazes. Com essas métricas, você pode analisar os tipos de usuários diferentes que chegam ao seu site e como você pode cativá-los facilmente a longo prazo.

“Este é um post escrito pelo meu convidado Caio Nogueira, co-fundador e desenvolvedor de sites WordPress na empresa UpSites Digital. Apaixonado por novas tecnologias e pelo desafio de criar soluções na internet que sejam interativas e amigáveis, Caio também gosta de escrever no tempo livre e tocar violão.”

Confira Também:

Comentários